5 de maio de 2011

o bebê no avião - número 2 (agora mais experiente)

Há um tempo atrás, fiz um post sobre viagens de avião com bebês, que costuma estar sempre entre os top 10 posts do blog. Agora, já tendo feito muitas outras viagens de avião com o Felipe, estamos muito mais experientes heheheh...se bem que cada idade é diferente!

Nesta última viagem, já pegamos 3 vôos: de Porto Alegre para São Paulo, de São Paulo para Lisboa e de Lisboa para Londres. Daqui a uns dias pegaremos outro avião de Londres para Edinburgo e, dias depois, outro mais da Escócia para Tallin, na Estônia.

As perguntas mais frequentes que as mães que me escrevem fazem são sempre relativas a isso - como é voar com um bebê? O que eu posso dizer? É ótimo, ora! Não tem problema nenhum, e posso garantir que é muito melhor que andar de ônibus!!!

Nos últimos vôos que fizemos, o pequeno viajante encontrou os jogadores do time de futebol da Universidade Católica do Chile, que na véspera tinha derrotado o Grêmio pela Libertadores (por isso saiu com cara de choro na foto!); assistiu vários DVDs que levamos; desenhou (inclusive a mesinha do avião!); dormiu a noite inteira bem espichado no assento dele (como na data de retorno ele já terá completado 2 anos, tivemos que comprar assento para ele, que já não é mais considerado bebê, e não pode mais viajar no colo!); comeu toda a comida que nos trouxeram, e repetiu; entrou na cabine dos pilotos, colocou o quépe do comandante e adorou ver as luzinhas piscando ali dentro; olhou as cidades ficarem pequenininhas da janelinha do avião; ganhou aviãozinho de pelúcia de presente da TAP - enfim: a gente fica cansado; ele, zerado!

Recomendações de uma mamãe de muitas viagens:

1) leve certidão de nascimento ou carteira de identidade do bebê (no passaporte deles não tem o nome do pai e da mãe e eles sempre pedem outro documento que tenha estes dados, sem ele, ninguém embarca com criança);
2) faça cartão de milhagens para a criança (pode fazer a partir dos 2 anos);
3) leve DVD player portátil, canetinhas, livro de colorir, carrinhos, etc;
4) se ele ficar incomodado com a pressão nos ouvidos, dê algo para ele beber na mamadeira e Tylenol bebê ou Alívio;
5) despache o carrinho na porta do avião e peça para te entregarem na porta do avião também: temos feito isso sempre e tem dado sempre certo;
6) fure todas as filas que quiser: com um bebê você tem direito!
7) leve o mínimo possível de bagagem de mão, quanto menos tralha para carregar melhor, assim você pode dedicar mais atenção ao bebê e menos às malas (mas não esqueça de levar uma muda de roupas se ele se fizer xixi na roupa e um casaquinho, porque sempre faz frio no avião).

Experiência surreal: em Lisboa, me fizeram provar o leite do Felipe para poder passar no raio-x. Ele tomou tudo na frente da mulher, que ridículo!

Experiência boa: já tinha voado TAP antes, mas não lembrava de ter achado tão bom - poltronas largas, que reclinam bastante, talheres de verdade, cardápio impresso, comida muito boa, brinquedinho para o Felipe, mantinhas de soft, vinho - parabéns!!!!


 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
Veja também:
 
 
 
 
 


12 comentários:

  1. para ler mais sobre o assunto:

    o bebê no avião -

    http://felipeopequenoviajante.blogspot.com.br/2010/02/o-bebe-no-aviao.html


    no aeroporto com o bebê -

    http://felipeopequenoviajante.blogspot.com.br/2010/02/no-aeroporto-com-o-bebe.html

    ResponderExcluir
  2. Oi Claudia!

    Vamos viajar para NY dia 30/set, nosso filho tem 1a e 7m e toma mamadeira de leite ninho de caixinha. Não gosta mais do leite em pó.

    Quando fomos para o Chile ele mamava no peito e as outras vezes que viajamos foi para SP, então é liberado levar líquido.

    Eu não sei se levo o leite na mamadeira e tento entrar, ou se tento comprar nas lanchonetes que tem dentro da sala de embarque, ou se dou até um suco pra ele tomar quando o avião subir... Não sei...

    E parabéns pelo Blog! Eu adoro!

    Abraços, Denise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Denise, eu tentaria todas as opções! acho o leite em pó superprático, mas se ele não gosta, fazer o quê, né? quem sabe tenta levar tb caixinhas pequenas de leite, quanto menor melhor, daquelas tipo Todynho, sabe? tb leva na mamadeira e experimenta na frente dos fiscais, para que eles vejam q não é nitroglicerina! suco de caixinha tb é negócio, a pior opção é não ter o que oferecer ao pequeno na decolagem! bjos, e obrigada!

      Excluir
    2. Claudia, se a caixinha for fechada eles deixam entrar no avião no embarque ou também não pode?
      Meu marido diz que se não conseguirmos entrar com o leite/suco, não tem problema que ele não vai sentir pressão porque nestes aviões grandes não se sente.
      Mas eu sempre senti. Sei lá, vamos ver. Depois te conto...
      Bjs

      Excluir
    3. tudo depende da boa vontade dos fiscais, Denise! já me deixaram entrar até com litrão d´água em vôo na Europa e nos EUA - eu sou bem cara de pau, tento, se não der, paciência, vai para o lixo. A conclusão que eu cheguei é que, em geral, as fiscais mulheres, mais velhas, são mais fáceis de levar, provavelmente porque são mães tb, hehehehe...agora essa história do teu marido deve ser só para te acalmar, pq já voei em teco-teco e naqueles aviõezões gigantescos de 2 andares e em absolutamente todos senti a pressão - que não é nada demais, não representa problema pra gente pq sabemos o que fazer para resolver o problema, é só engolir a saliva e deu, mas num bebê incomoda sim. Só que tu não precisas te preocupar com isso, pq não tendo líquido, outras coisas tb resolvem, até chupar um pirulito! se ele chupa bico (chupeta), é uma ótima solução! bjos, boa viagem, e depois volta para nos contar como foi!

      Excluir
  3. Parabéns, adorei as dicas e o blog está super lindo...

    ResponderExcluir
  4. Oi Claudia, voltei... Nossa viagem foi muito mais tranqüila do que esperávamos, perfeita. Segui tuas dicas, uma delas o pirulito. Uns dias antes também dei leite Ninho em pó para ele tomar, ele recusava mas tomava um pouco. Levei três doses num pontinho, um suco de caixinha de 200ml e uns pirulitos, os fiscais deixaram passar tudo. Só no avião que não conseguiram nos dar água quente na ida, mas ele estava com tanto sono que tomou frio mesmo... Na volta como não tinha levado mais leite em pó, levei leite de vaca que compramos no super em NY mais um suco de caixinha de lá, os fiscais levaram para fazer uns testes e nos devolveram deixando passar. Uns amigos nossos tinham viajado para lá uns dias antes e eles colocaram tudo fora. Mas é bem como tu disse mesmo, tem que arriscar! Afinal não estamos fazendo nada errado, só pensamos no bem deles.
    Mas o que mais nos surpreendeu foi o Matheus aceitar andar de carrinho, na boa. Aqui em casa nunca gostou, nem para passear na beira do Guaíba ele queria... Estávamos com medo. Aí seria muito cansativo, 13kg no colo por uma semana... Mas nós chegamos na ToysRus escolhemos um guarda-chuva de U$17.00 e ele sentou e não saiu mais! Só não gostava quando parava, ficava mexendo as rodinhas, rsrsr Choveu um pouquinho, mas aproveitamos mesmo assim. Tudo muito bom. Obrigada pelas dicas, beijos. Denise

    ResponderExcluir
  5. Denise! que bom, que bom, que bom!
    adorei as boas notícias - então temos agora mais uma família viajante?! sabe que é incrível, mas eles nunca conseguem a tal água quente no avião, por isso que me dá nojo qdo querem tirar as mamadeiras que eu levo - se eles não dão, que deixem a gente levar, né?!?!
    o carrinho eles acabam aceitando, nem que seja pelo cansaço!
    e NY, que tal? é demais, né? o centro do mundo...que inveja de ti! o brabo é fazer compritchas com os pequenos, hihiihi...

    ResponderExcluir
  6. Oi Cláudia, tudo bem?! Passei pra dizer que gostei muito de tu estar atualizando os posts pelo Facebook, consigo acompanhar mais porque uso muito o celular. Ainda não consegui ler todas as matérias antigas do Blog, mas quando penso em um lugar que gostaria de conhecer sempre procuro aqui antes, se vocês já foram e se tem algo escrito.
    Espero sim, podermos ser mais uma família viajante, talvez não na mesma intensidade, mas vamos nos organizar para conhecer um pouco do mundo com ele.
    E voltando a NY... A vontade que dá é de ir pelo menos uma vez no ano, né, tudo de bom! Só as compras foi onde passamos trabalho, ele não gostou, sem paciência e devia estar chato mesmo... Mas só pra ele, heheh Bjs!

    ResponderExcluir
  7. que bom que continuas nos acompanhando, Denise! te falei que as compras é que iam ser o problema! é sempre assim, quando não é o marido chateando é o filho!!!! hihihihih...bjos, Claudia

    ResponderExcluir
  8. Olá Denise tudo bem?Sou Adriana mãe do Gabriel de 3 anos e meio.No primeiro ano de vida do Gabriel fizemos 4 viagens de avião e umas 6 de carro e foram super tranquilas...mas agora que está maior, será a primeira viagem..por isso a expectativa...Moramos em Fortaleza e vamos a Serra Gaucha que eu amo de paixão e será a primeira vez dele no Sul....Meu maior medo é de adoecer durante a viagem..gostaria de saber se vc já passou por isso e como faz para previnir... Sabemos das mudanças de climas e etc...Sobre as dicas dos voos já peguei todas!! Obrigada!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...