21 de abril de 2011

viagem não é férias, é trabalho duro!!!

É isso aí. Sempre que eu volto de uma viagem, chego precisando de umas férias.

Férias é ir para a praia em fevereiro e ficar lá sem fazer nada, naquela rotina de caminhadinha, praia, churrasco...

Viagem é outra coisa. 

Viajar envolve acordar cedo (às vezes de madrugada) para subir uma montanha e ver o sol nascer lá de cima (como fizemos no Monte Sinai, no Egito); dormir tarde, depois de passar o dia inteiro batendo perna por uma cidade nova, esquadrinhando cada cantinho (uma vez calculamos uns 20Km de caminhada em Mumbai, na Índia!); comer o que aparece na frente, o que significa pedir qualquer coisa do cardápio apontando com o dedo, porque a gente não faz a mínima idéia do que significam aqueles caracteres chineses (e ficar torcendo que não venham escorpiões fritos...); lavar a nossa roupa na pia do banheiro do hotel; ir ao banheiro como vão os índios (e os chineses, e os marroquinos, e os indianos), de cócoras no chão; pegar trens lotados e ônibus superlotados e neles viajar horas a fio, sacolejando por estradas de terra, para se deslocar 50 Km; planejar o roteiro, estudar como torná-lo possível, tentar entender os mapas, comprar as passagens de um lugar para outro, lidar com a burocracia indiana e com o mau-humor das atendentes de guichês tchecas, enfrentar filas intermináveis, lutar para se comunicar com um vietnamita, se perder e se achar em Kathmandu, procurar albergues, organizar as fotos e as filmagens no HD reserva (portátil) para não correr riscos, e por aí vai...é trabalho, como eu disse. 

Trabalho duro (não que eu esteja reclamando, é o melhor trabalho do mundo, só competindo com o de promover Justiça).

E, nessa próxima viagem, além de todo o trabalho de sempre, ainda teremos que cuidar do pequeno viajante, sem ajuda de ninguém, por meses e meses, 24hs por dia, porque ele desaparece num piscar de olhos, apronta as piores artes com cara de anjinho, e ferve 18hs por dia, non stop!

Com tudo isso em mente, nem pensamos 2 vezes: planejamos algumas paradinhas estratégicas no nosso roteiro, para recarregar as baterias, ao longo da viagem. Eu já sabia que eram paraísos na Terra, pelo que eu havia lido nos meus guias de viagem, mas resolvi dar uma olhadinha nas fotografias disponíveis na internet das praias que a gente vai visitar. E já fiquei com água na boca...

Nossos pit stops, para reabastecimento, são os que seguem (fotos disponíveis para uso na internet):



 Ko Samui, no golfo da Tailândia







Ko Pha Ngan



Pulau Perhentian, no nordeste da Malásia



Ilhas Gili, em Lombok, na Indonésia 


Tomara que dê tudo certo e a gente consiga chegar até lá, depois de toda a trabalheira que vem pela frente hahaha...aguardem as NOSSAS fotos!

Um comentário:

  1. To anciosa para ver as fotos do pequeno nesses lugares MARAVILHOSOS!!!!!!!Boa viagem sempre!
    Gabi

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...