12 de novembro de 2010

depoimentos...

Sempre recebo e-mails de pessoas comentando o blog, criticando, 1.001 elogios, e isso me deixa muito feliz, até porque, como já escrevi por aqui, é justamente esse retorno dos leitores que faz tudo valer a pena.

Esse aqui, que eu estou publicando abaixo, com a autorização da remetente, é claro, foi especial, porque a Ana sintetizou tudo o que eu penso ("pacotes são férias, mas certamente não são viagens"), conseguiu captar perfeitamente o propósito do nosso blog: incentivar velhos mochileiros a passarem a carregar nas viagens os seus "mochilinhas", porque como ela escreveu com absoluta propriedade, essa é a maior herança que podemos dar aos nossos filhos...valeu Ana!!!

Ola Claudia,
A internet tem mesmo destas coisas...
Sou a Ana, e estou a escrever de Lisboa e descobri o V/ site há cerca de 2 semanas por mero acaso.
Regressei há cerca de 1 mes de uma viagem pela India e Nepal com o meu marido. Adorei o Nepal, tanto que trouxe de lá um "Recuerdo"...uma diarreia persistente. Como ao fim de 2 semanas não passava e antes de consultar um médico, resolvi fazer uma pesquisa no google para ler algo sobre o assunto. Introduzi palavras como "diarreia Nepal" ou algo do genero, e apareceu o V/ site...
Como apaixonada de viagens que sou, nem hesitei em dar uma vista de olhos e fiquei verdadeiramente fascinada.
Tal como voçes, adoro viajar e sempre de mochila às costas e tal como voçês tambem não gosto de férias de praia, de resorts e do "tudo incluido". Fiz uma vez, porque ganhei um sorteio mas realmente esse tipo de "viagens" não é para mim. E que me perdoeem as pessoas que adoram esses pacotes, mas isso para mim não é viajar...São umas férias, mas viajar não é de certeza.
Viajar implica conhecer os costumes, os povos, as culturas, a gastronomia; implica viajar como viajam os locais, comer onde comem os locais. Os hoteis sao sitios onde se pernoita. Claro prefiro a limpeza e o conforto, mas as dormidas e os hoteis passam por completo para 2. plano.
Mas o que me fascinou mais no V/ site, para alem dos relatos e das fotos fantasticas, foi mesmo o facto de voces continuarem a viajar com o V/ pequeno filho da maneira como o sempre fizeram. Logicamente com mais limitaçoes, mas nao o deixaram de fazer e estao a dar-lhe a maior herança que na minha opiniao se pode deixar a um filho: a verdadeira descoberta do mundo onde vivemos.
Eu e o meu marido tambem temos vindo a adiar a decisão de ter um filho, e em grande parte tambem por causa das viagens. "Este ano quero ir ali, quero mais uma viagem, etc etc" e depois de ver o V/site com mais certezas fiquei de que é possivel continuarmos a fazer o que gostamos, mesmo com uma criança.
Muitas vezes penso se depois de ter uma criança poderei continuar a viajar da maneira como viajo, e esta é uma paixão tão grande que para dizer a verdade nem consigo imaginar a minha vida sem estas viagens, mas claro que é possivel, e depois de ver o V/ site com mais certezas fiquei.
Quero dar-vos os parabens e sempre que tiver tempo, dou uma vistinha de olhos pelo V/ site para ler os V/ posts e ver as V/ fotografias magnificas.
Ja agora, qual é o proximo País para onde vao levar o V/ filhinho?
Ana Ferreira


o pequeno viajante passeando pelo Central Park, NYC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...